Google+ Badge

Google+ Followers

Se você procura um serviço de tradução português-espanhol profissional e de máxima qualidade, podemos ajudar-lhe...

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

O ESPANHOL E AS REDES SOCIAIS...





Os expertos já não duvidam: as redes sociais têm convertido à expressão escrita na primeira carta de apresentação duma pessoa ou duma empresa. A boa ortografia, ao passar dum âmbito privado ao público, é um rasgo de prestigio social e de credibilidade.





As razões parecem óbvias. Não sempre o são.
Maria Inês Estrella (2), docente especialista em novas tecnologias, explica por que: "a escrita, ao se converter em pública, adquire um valor diferenciador". A profissional põe um exemplo, que se usou recentemente num debate sobre os meios e a linguagem: "se lemos uma opinião sem erros e outra com erros e não conhecemos aos autores das duas, o normal é fazer caso à primeira".

"Os maus textos se olham mais agora. Não significa que não existiam; estavam em privado", ressalta. Insiste em que não há que demonizar a web, senão aproveitar-la para elevar a qualidade da linguagem.

“Não vamos carregar a culpa da má ortografia a internet; esta plataforma o único que faz é fazer-la mais patente”.
Segundo os expertos, através de facebook ou twitter as pessoas fazem de sua escrita uma potente fonte de comunicação.
"Ter boa ortografia é crucial para ganhar respeito", ressaltam.

Algo similar está acontecendo com as empresas que baseiam suas vendas na comercialização on line. Uma pesquisa recente confirmou que os erros ortográficos podem afetar as vendas por internet até nuns 50%.
Assim o revela uma análise de Charles Duncombe, que dirige sítios da internet de viagens, telefones celulares e roupas. O especialista acredita que o grande problema para as empresas em linha não é a tecnologia, senão a busca de pessoal que saiba escrever corretamente.
Esta preocupação também saiu à luz durante a Confederação de Indústrias Britânicas, que se realizou no fim do ano passado. Aí se advertiu que muitos empregadores tinham que investir em cursos de ortografia para seu pessoal. "Quando se vende ou se comunica na web, os 99% do tempo se leva a cabo por meio da palavra escrita; a ortografia é importante para a credibilidade dum sitio", opina Duncombe.

Os especialistas reconhecem que é impossível dizer que internet é um exemplo de boa escritura. Basta navegar uns instantes para descobrir que as agressões ao idioma abundam. Embora, já há alguns movimentos para rejeitar a quem tem uma ortografia lamentável.
Na Espanha e em outros países de fala espanhola, a Fundéu - Fundação do Espanhol Urgente com seu Clube de Detectores da Linguagem é um bem sucedido exemplo destes guardiões do idioma.
Em quase todos os países de fala espanhola há "guardiões" da boa ortografia que, de maneira anônima, fazem correções em facebook e twitter. As observações mais habituais têm a ver com os acentos, embora também assinalem as confusões com os gêneros e os pronomes. Em geral, as fazem públicas, de maneira que a lição chegue a todos os seguidores.
Nestes dias nos quais muitas vezes escrevemos mais do que falamos, já há quem sustem que a má ortografia é como ter mau hálito: se o temos, melhor não falar.

(1).- Circunstancia. Año V - Nº 13 - Septiembre 2007 – Ensayos - Juan Carlos Jiménez y Aránzazu Narbona
“ECONOMIA Y LENGUA: EL ESPAÑOL EN EL COMERCIO INTERNACIONAL”
(2) .- “Internet le pone el acento a la ortografía” La Gaceta de Tucuman - www.lagaceta.com.ar

FUNDÉU RECOMIENDA...


Recomendación del día


tener clara una cosa y no tener claro una cosa

En la expresión tener claro, la palabra claro ha de concordar en género y número con aquello a lo que se refiere.

Sin embargo, en ocasiones tener claro se emplea sin guardar la concordancia, como en los siguientes ejemplos: «Los directivos habían solicitado el aplazamiento del partido de vuelta hasta no tener claro la sanción de la federación», «El presidente tenía claro los diez nombres y solo estaba esperando la contestación de dos miembros».

En los ejemplos anteriores habría sido más apropiado decir «tener clara la sanción» y «tener claros los diez nombres».

No obstante, claro se usa en masculino singular cuando esta expresión se aplica a una oración o idea introducida por si, que o una conjunción similar: «Tenía claro que las propuestas eran inaceptables» o «No tienen claro si la apertura del local será finalmente este lunes».
Se procura um serviço de máxima qualidade e profissionalidade, podemos ajudar-lhe