Google+ Badge

Google+ Followers

Se você procura um serviço de tradução português-espanhol profissional e de máxima qualidade, podemos ajudar-lhe...

sexta-feira, 10 de julho de 2009


O QUE É A LIDERANÇA SERVIÇAL?

DEFINIÇÃO:

A liderança serviçal é uma filosofia altruista que apoia as pessoas, que escolhe primeiro servir, e após, pasar a ser lider como uma maneira de amplar seu serviço aos indivíduos e as instituções.

Os líderes serventes podem, ou não, ocupar ou ter posições de liderança formal. A liderança serviçal anima a colaboração, a confiança, a previsão, a predisposição à ouvir, o uso ético do poder e o emponderamento.

Em 1970, o executivo de AT&T Robert K. Greenleaf (1904-1990) introdusiu o termo num curto ensaio titulado “ O Servente como Líder”. Neste ensaio, Greenleaf descreve algumas das atividades e características dos líderes serventes:

“O lider servente é primeiro um servidor. Começa com o sentimento natural de que ele deseja servir, servir primeiro que nada.

Então a opção conciente o leva a aspirar a ser o que lidera. Ele ou ela, é dramaticamente diferente da pessoa que pretende primeiro ser lider. Quem pretende primeiro ser lider quiçá o deseje por sua urgente necessidade de alcançar uma posição inusual de poder ou para poder adquirir posesões materiais. Para tais pessoas a opção de servir será a última – depois que se estabeleça na direção. O “primeiro líder” ou o “ primeiro servidor” são dois tipos extremos. Entre eles há matizes e misturas que são parte da infinita variedade da natureza humana.

A diferença se manifesta no cuidado empregado primeiro para assegurar-se de que se está servindo, outra as necessidades da prioridade mais alta das pessoas. A melhor prova, e a mais difícil de administrar, é: fazer que aqueles que são servidos cresçam como pessoas; em tanto estão sendo atendidas, estas pessoas, chegam a ser mais sadias, mais sábias, mais livres, mais autônomas, e se promove que eles mesmos se transformem eles mesmos em pessoas mais propensas a ser serviçais?

E, qual é o efeito sobre os menos privilegiados da sociedade? Beneficiam-se eles? Ou pelo menos não serão mais profundamente prejudicados?

Origem da Liderança Serviçal

Na cultura oriental, Chanakya ou Kautilya, um pensador estratégico da antiga Índia, escreveu em seu livro do século IV, Arthashastra: “O Rei, (líder) deverá considerar como bom, não o que o satisfaz, senão mais bem o que satisfaz a seus súbditos (seguidores)”

Na cultura ocidental, o conceito de liderança serviçal se pode remontar a Jesus,

Quem ensinou a seus discípulos: “Sabeis que os que são tidos por governantes das nações se ensoberbam e suas altas autoridades exercem potestade sobre elas. Porém não será assim entre vocês, será primeiro nosso servidor. E o qual de vocês queira ser o primeiro, deverá ser servo de todos. Porque o filho de Deus não veio para ser servido, senão para servir, e para dar sua vida em resgate de muitos” Marcos 10.42-45

CARACTERISTICAS DOS LIDERES SERVENTES

Um líder serviçal tem dez características (Greenleaf, R.K., 2003)

1. - Ouve. O líder tem um compromisso profundo de escutar atentamente aos outros, escutar também abrange obter contato com seu eu e sua voz interna e tentar entender o que se esta comunicando com seu corpo e mente. Ouvir, junto a períodos regulares de reflexão, é essencial para o crescimento do líder servente.

2. -Empatia. O líder servente se esforça por entender e gerar empatia com os demais. As pessoas necessitam ser aceitas e reconhecidas como espíritos especiais e únicos.

3. - Curador. O aprender a curar é uma força poderosa para a transformação e a integração. Uma das grandes fortalezas da liderança serviçal é o potencial para curativo dele mesmo e os demais.

4. - Toma de Consciência. O conhecimento geral e especialmente a autoconsciência, consolida ao líder servente.

5. - Persuasão. Um líder serviçal confia na persuasão, mais que em usar sua autoridade posicional.

6. - Conceitualização. Os líderes serviçais tentam consolidar suas capacidades de “sonhar grandes sonhos”. A capacidade de enxergar um problema (ou uma organização) desde uma perspectiva de conceitualização significa que um deve pensar mais além das realidades cotidianas.

7. - Previsão. A capacidade de entender as lições a partir do passado, às realidades do presente, e às conseqüências prováveis de uma decisão para o futuro.

8. - Administração. Administrar algo dado em confiança por outra pessoa.

9. - Compromisso com o crescimento da gente. O líder servente está profundamente compromissado com o crescimento de cada individuo dentro da instituição.

10. - Construção de uma comunidade. Entre aqueles que trabalham dentro de uma instituição determinada.

FORTALEZAS DA FILOSOFIA DA LIDERANZA SERVIÇAL - BENEFICIOS

A liderança serviçal é uma aproximação de transformação de longo prazo para a vida e o trabalho – é essencialmente, uma maneira de ser – que tem o potencial de criar uma troca positiva dentro da sociedade.

A liderança serviçal se compara a miúdo com a aproximação transformacional da liderança, a qual também acentua a colaboração. Não obstante ambas os líderes demonstrem preocupação por seus seguidores, o foco dos líderes serventes está no serviço dos seus seguidores. Os líderes transformacionais tem uma maior preocupação por conseguir que seus seguidores sigam enganchados e apoiando os objetivos da organização. O grau ao qual o líder pode trocar o foco de sua liderança, da organização para seu servidor, é o fator que distingue a determinação de si, se trata de um líder transformador ou um líder servente.

LIMITAÇÕES DO CONCEITO DA LIDERANÇA SERVIÇAL –

DESVANTAGEM

Não é uma aproximação de rápida implementação. Nem é algo que se possa inculcar rapidamente dentro de uma organização.

• Pode ser percebido por alguns como uma liderança light (suave).

Ouvir e procurar demasiada empatia com os demais pode conduzir à indecisão.


Coaching & Tutoria (Mentoring) produzem melhoras nos resultados?

A resposta seria um rotundo "sim"

Existe considerável evidencia acumulada ao longo de mais de dez anos no Reino Unido, Canadá e inclusive nos EE. UU. que o coaching & mentoring melhora o rendimento de cada um dos diretores, suas equipes e, por tanto, o global das empresas.

Ademais na história, tem havido numerosos estudos que demonstram o impacto positivo destes serviços tanto no indivíduo como na empresa.

O coaching é uma disciplina jovem, em pleno processo de crescimento, que ainda tem muito caminho por percorrer.

Nos Estados Unidos, à medida que o coaching tem adquirido status de profissão autentica e legítima, se tem movido à uma maior especialização. Na atualidade há mais de cem especialidades distintas de coaching pessoal, tantas como possíveis segmentos de mercado: coaching para escritores, advogados, consultores, solteiros, aposentados, adolescentes, etc.

Na Espanha o mercado do coaching não tem alcançado um nível de maturidade equiparável. Estão ainda numa fase inicial de desenvolvimento na que predominam os coaches de perfil geralista que trabalham todo tipo de casuísticas e que enfocam seus serviços à melhora do bem estar da pessoa.

Em nosso país ainda é habitual pensar que um coach de talento pode aplicar este processo a qualquer área do coaching — pessoal, executivo, empresarial, etc.— e dentro destes a qualquer sub-especialidade.

Em quanto ao coaching pessoal se refere nos últimos tempos se observa certa tendência à especialização. Alguns profissionais se dirigem a determinados setores; assim podemos encontrar especialistas em coaching pessoal para a mulher, coaching para adolescentes, coaching para empreendedores, etc. À margem destes exemplos e de uns quantos mais, o certo é que ainda nos achamos numa fase na que predomina o coach todo-terreno.

Certificações e competências

À relativa juventude do coaching em nosso país há que somar que não há organizações reconhecidas internacionalmente que acreditem nos profissionais do setor. A dificuldade para estabelecer credenciais se deve, em grande parte, ao fato de que esta disciplina reúne profissionais procedentes de campos acadêmicos tão variados como os recursos humanos, as ciências sociais, a consultoria, a educação, a psicologia....etc.

Seria interessante examinar alguns dos fatores que contribuem a este crescimento - porém primeiro vamos considerar as diferenças entre coaching & mentoring.

Definições

Ambos - mentores e instrutores - se praticaram durante centos de anos, porém é no entorno das empresas que existem diversas opiniões em quanto a seu alcance e benefícios.

Acreditamos que os serviços são complementares já que ambos se baseiam em uma mistura de relações internas e externas que permitam aos beneficiários:

Melhorar as competências
Desenvolver-se tanto a nível profissional e pessoal
Assimilar os conhecimentos e técnicas de aprendizado
Não há nenhuma definição comum, mas as principais diferenciam respeito a:

Coaching:

Centra-se no logro de objetivos específicos, em geral dentro de um período de tempo pré-estabelecido.

Tutoria:

Segue um programa aberto e em evolução e se ocupa de uma série de questões.

Porque a alta taxa de crescimento?

Um cliente descreveu recentemente os fatores que estão impulsionando o

rápido crescimento no coaching & mentoring:

"Se nos pede entregar maiores benefícios, uma maior qualidade dos produtos, fazer frente a uma concorrência feroz e aplicar programas de cambio - tudo com menos recursos. Ainda temos que demonstrar à nossa equipe de gestão que vamos apoiar seus esforços, individual e coletivamente”.

Esta imagem é típica de muitas organizações em todos os setores da economia, com estruturas que oferecem pouca margem para a racionalização.

É de vital importância que os responsáveis da gestão estejam equipados com os conhecimentos necessários e se sentam suficientemente motivados para conduzir suas equipes nas difíceis circunstancias e lograr rendimento e objetivos financeiros.

Os administradores estão obrigados a cumprir um papel mais amplo e mais versátil que vai desde possuir a visão para desenvolver a estratégia, um estilo de manejo para manter na parte superior as questões operativas, técnicas de liderança para construir equipes e assim sucessivamente. Não é de estranhar, por tanto, que os indivíduos e as equipes possuam lacunas em seus conhecimentos de base e nas necessidades de desenvolvimento, muitos dos quais podem ser satisfeitas pela instrução e assessoramento.

Nosso enfoque

Em situação com cada cliente, nosso enfoque é atender às pessoas; e costumam serem muito diversas as necessidades de cada executivo. Ao mesmo tempo tratamos de ajudar ao desenvolvimento de uma equipe que possa responder aos desafios e câmbios que enfrenta a empresa.

Não obstante existam etapas clave que atendem a maior parte dos requerimentos, acreditamos que é essencial que nosso trabalho se adapte para fazer frente às questões profissionais e pessoais de cada executivo. Por tanto, há uma variação considerável no rítmo e o conteúdo de cada intervenção.

De importância crítica é a relação entre o assessor e o executivo. No coaching & mentoring, o executivo deve sentir-se a vontade com a "mistura química" e também ter a certeza de que o consultor tem a experiência e os conhecimentos necessários para contribuir de maneira significativa sem ter o controle.

O futuro

Coaching & mentoring são agora bem aceitos no Brasil e se estão utilizando de maneira eficaz numa ampla gama de organizações e aplicações, incluindo:

Habilidades de liderança
Equipe de desenvolvimento
Re-Engenharia
Câmbios na estrutura e a cultura
A melhora da comunicação
Relação com as questões ou problemas
Preparação de um novo rol
A gestão dos projetos
Integração de novos administradores
A gestão do estresse
Independência da caixa de ressonância
Alguns de nossos clientes há precisado de coaching e assessoramento em sistemas de gestão do rendimento, porém outros preferem utilizar-lo para responder a necessidades específicas.
A questão clave é que as melhoras tangíveis no rendimento se estão logrando, junto com muitos outros benefícios como uma maior sensibilização, a comunicação aberta e a compreensão mútua.

Se procura um serviço de máxima qualidade e profissionalidade, podemos ajudar-lhe