Google+ Badge

Google+ Followers

Se você procura um serviço de tradução português-espanhol profissional e de máxima qualidade, podemos ajudar-lhe...

quarta-feira, 13 de maio de 2009

DICAS PARA PALESTRANTES



 

Centro de Treinamento

Antes de tudo um lembrete: intérpretes possibilitam a comunicação entre pessoas que falam idiomas diferentes. Isso significa que quanto mais você cooperar com o trabalho do intérprete, melhor será o resultado da sua explanação.

 

  • Intérpretes transmitem significados, não só palavras. Portanto, devem estar familiarizados com o assunto sobre o qual você irá discorrer e com a terminologia utilizada.
  • Muita coisa que parece familiar a um especialista no assunto pode ser novidade para os intérpretes.
  • Forneça sempre ao intérprete com antecedência uma cópia do material (slides, resumos) preparado para a apresentação. Se houver siglas e abreviaturas, lembre-se de incluir uma explicação.
  • Se sua apresentação tiver conteúdo técnico, forneça a terminologia necessária aos intérpretes e, se possível, indique referências de textos na mesma área. Uma conversa prévia pode ser necessária.
  • Ao preparar slides e transparências lembre-se que eles terão que ser lidos pelo público e pelos intérpretes. A regra de ouro é: máximo de 7 itens por slide e de 7 palavras por item. O tamanho da fonte ideal é aproximadamente 32. Tudo isto facilita o trabalho de interpretação, pois a cabine fica muitas vezes afastada da tela de projeção.
  • Quando for mostrar um vídeo, lembre-se que a linguagem usada é uma narrativa cuidadosamente preparada em estúdio e não a fala normal com todas as hesitações e redundâncias que ajudam muito o intérprete. Por isso, se não houver o script do vídeo disponível com antecedência, os intérpretes em geral limitam-se a dar um apanhado geral do contexto, já que é impossível traduzir palavra por palavra.
  • Tenha sempre em mente que o microfone é único canal pelo qual os intérpretes podem ouvi-lo. Portanto, siga a orientação dos técnicos de som, não fale nem muito perto nem muito longe do microfone e não se esqueça dele ao se movimentar pelo palco.
  • Antes de começar a falar, verifique se seu microfone está ligado. Para testar, é preferível dizer algo como “Bom Dia” ou “Obrigado” ao invés de soprar ou bater no microfone. Siga sempre as orientações dos técnicos de som.
  • Se houver previsão de perguntas durante ou após a apresentação, verifique se há um fone de ouvido disponível para que você ouça a tradução. Quando retirar o fone para responder, não o deixe próximo ao seu microfone para não haver interferência.
  • Procure falar pausada e claramente, transmitindo sempre idéias completas.
  • Nunca utilize os fones de ouvido para monitorar a tradução. Isto só atrapalhará a sua apresentação.
  • Evite ao máximo contar piadas e fazer trocadilhos. A graça em geral se perde devido a diferenças culturais entre os povos, mesmo sendo bem traduzida. Se a piada for considerada essencial, deve ser contada aos intérpretes com antecedência.
  • Evite referências a pessoas ou fatos apenas conhecidos em sua própria cultura.
  • Procure não fazer comentários do tipo “não sei se esta palavra existe em português”. Estas observações acabam confundindo o público.
  • Procure falar o tempo todo no idioma que a platéia espera que você esteja falando. A intenção de ser gentil intercalando algumas palavras na língua do país que está visitando costuma confundir os ouvintes.

 


                                                                                                  Centro de Treinamento

Antes de tudo um lembrete: intérpretes possibilitam a comunicação entre pessoas que falam idiomas diferentes. Isso significa que quanto mais você cooperar com o trabalho do intérprete, melhor será o resultado da sua explanação.

 

  • Intérpretes transmitem significados, não só palavras. Portanto, devem estar familiarizados com o assunto sobre o qual você irá discorrer e com a terminologia utilizada.
  • Muita coisa que parece familiar a um especialista no assunto pode ser novidade para os intérpretes.
  • Forneça sempre ao intérprete com antecedência uma cópia do material (slides, resumos) preparado para a apresentação. Se houver siglas e abreviaturas, lembre-se de incluir uma explicação.
  • Se sua apresentação tiver conteúdo técnico, forneça a terminologia necessária aos intérpretes e, se possível, indique referências de textos na mesma área. Uma conversa prévia pode ser necessária.
  • Ao preparar slides e transparências lembre-se que eles terão que ser lidos pelo público e pelos intérpretes. A regra de ouro é: máximo de 7 itens por slide e de 7 palavras por item. O tamanho da fonte ideal é aproximadamente 32. Tudo isto facilita o trabalho de interpretação, pois a cabine fica muitas vezes afastada da tela de projeção.
  • Quando for mostrar um vídeo, lembre-se que a linguagem usada é uma narrativa cuidadosamente preparada em estúdio e não a fala normal com todas as hesitações e redundâncias que ajudam muito o intérprete. Por isso, se não houver o script do vídeo disponível com antecedência, os intérpretes em geral limitam-se a dar um apanhado geral do contexto, já que é impossível traduzir palavra por palavra.
  • Tenha sempre em mente que o microfone é único canal pelo qual os intérpretes podem ouvi-lo. Portanto, siga a orientação dos técnicos de som, não fale nem muito perto nem muito longe do microfone e não se esqueça dele ao se movimentar pelo palco.
  • Antes de começar a falar, verifique se seu microfone está ligado. Para testar, é preferível dizer algo como “Bom Dia” ou “Obrigado” ao invés de soprar ou bater no microfone. Siga sempre as orientações dos técnicos de som.
  • Se houver previsão de perguntas durante ou após a apresentação, verifique se há um fone de ouvido disponível para que você ouça a tradução. Quando retirar o fone para responder, não o deixe próximo ao seu microfone para não haver interferência.
  • Procure falar pausada e claramente, transmitindo sempre idéias completas.
  • Nunca utilize os fones de ouvido para monitorar a tradução. Isto só atrapalhará a sua apresentação.
  • Evite ao máximo contar piadas e fazer trocadilhos. A graça em geral se perde devido a diferenças culturais entre os povos, mesmo sendo bem traduzida. Se a piada for considerada essencial, deve ser contada aos intérpretes com antecedência.
  • Evite referências a pessoas ou fatos apenas conhecidos em sua própria cultura.
  • Procure não fazer comentários do tipo “não sei se esta palavra existe em português”. Estas observações acabam confundindo o público.
  • Procure falar o tempo todo no idioma que a platéia espera que você esteja falando. A intenção de ser gentil intercalando algumas palavras na língua do país que está visitando costuma confundir os ouvintes.

 

A FRASE


"Sinta o pensamento, pense o sentimento"
Miguel de Unamuno.
Se procura um serviço de máxima qualidade e profissionalidade, podemos ajudar-lhe